Mesmice

Como poderíamos mesmice? Porque você acha que nada acontece na sua vida?

Como poderíamos definir os períodos de mesmice? Alguns clientes procuram o tarô para saber quando algum evento significativo vai acontecer para “salvá-los” de um tédio, no qual parece que nada interessante acontece na vida. O tarô possui cartas específicas que mostram esses casos: A Sacerdotisa, o Ermitão, o Pendurado e a Temperança – cada um com um propósito diferente.tarodaro- sacerdotisa

A Sacerdotisa vai fazer com que sua situação demore a ser resolvida porque é necessário refletir, analisar a situação com detalhes, ter calma e saber a hora certa de tomar iniciativa. O problema é quando, em vez de só refletir, ficamos remoendo a situação, tentamos controlar cada aspecto do todo, somos perfeccionistas e não damos o próximo passo: agir, desenvolver o projeto, ir para frente.

No caso do Ermitão, a demora pode vir de uma necessidade de primeiro se centrar, pensar melhor no futuro sem interferência dos outros, para só depois tomar uma decisão. Você procura a resposta sozinho. Pode representar também os “passos de formiguinha” ou uma burocracia. A realização está acontecendo, mas não na velocidade em que gostaríamos. Temos que ser pacientes, manter o foco, porque é necessário ter sabedoria para lidar com a situação.Tarodaro- hangman

O Pendurado requer mais do que paciência, pois a pessoa vai ter que aguentar um período mais pesado, difícil, de sacrifício ou maturidade. Muitas vezes esperamos que algo aconteça, mas estamos presos a algo que não faz mais sentido, não “largamos o osso”. Esse sofrimento pode ser causado por uma situação externa ou por estarmos presos a uma ideia que não bate com a realidade. Em algum momento, temos que dar um basta. Por exemplo, seu parceiro terminou o relacionamento com você. Você fica arrasada por meses. Mas uma hora, vai ter que pegar as rédeas, levantar a cabeça e ir para frente, em vez de ficar esperando que ele volte. Ou, como na morte, você tem o período de luto, mas depois a vida segue.

A Temperança faz você ficar na mesma situação porque diz que tudo acontece na hora certa, no tempo divino. Então a solução é esperar mesmo. Por exemplo, você está num trabalho que perdeu o dinamismo e queria lidar com mais desafios. Mas tem que esperar as oportunidades se abrirem.

Existem mil outras combinações de cartas que podem apresentar essas questões, mas e você? Porque acha que nada acontece? Será que está esperando que caia uma solução do céu e não está tomando nenhuma iniciativa para mudar a sua vida? Será que tem que ter paciência nesse momento, porque seu problema está fora do seu controle? Ou será que está ansioso demais para que tudo ande rápido?

A resposta é sempre a mesma: tenha fé no mundo espiritual, nas melhoras da vida, nos ciclos positivos, mas faça seu dever de casa, se é que tem algo a fazer. A verdade é que todo mundo reclama quando tá tudo muito calmo, mas, de uma hora para outra, tudo se abre de uma vez, e aí você reclama que não tem tempo para ler um livro, caminhar na praia, dormir. Então, conselho de taróloga: aproveita sua mesmice enquanto pode!

tarodaro- mesmice

Medo de tomar decisões: a visão do Tarô

Você está se sentindo com medo dar um passo a frente? Não sabe nem por onde começar? Está se sentindo perdido? A carta VIII de Espadas mostra esta indecisão. Como preceder então?

Para muitas pessoas as cartas do tarô parecem um grande mistério, uma confusão de símbolos que a “bruxa” na sua frente consegue desvendar. Não é verdade. Da mesma forma que a mitologia grega ajuda psicólogos a decifrar a personalidade de uma pessoa baseado no arquétipo que ela projeta, o tarô também trabalha com símbolos que expressam personalidades, ações e maneiras de ver o mundo.

Os arcanos seguem uma ordem lógica de evolução da vida, por exemplo, no caso da realização de um negócio: o Mago (carta I) tem uma grande idéia e quer dar iniciativa ao projeto, a Sacerdotisa (carta II) vai analisar esta idéia, vai fazer o “business plan”, a Imperatriz (carta III) vai desenvolver o projeto, vai ser a “project manager” e o Imperador (carta IV) vai concretizar o projeto, vai ver os resultados. Viu como faz sentido?

Tarot _8 of Swords

Os arcanos menores são ainda mais detalhados e podem mostrar o modo como as pessoas reagem e as coisas são feitas. Seguindo o exemplo anterior, você pode ter uma grande idéia, mas pode estar com medo de dar início ao projeto, não saber nem por onde começar, estar se sentindo perdido. A carta VIII de Espadas mostra este impedimento, esta indecisão.

A carta seguinte, que seria a tendência do que pode acontecer se você não fizer absolutamente nada e continuar agoniado e com medo de dar um passo a sua frente, é o IX de Espadas, que aponta uma preocupação muito grande, que pode tirar seu sono à noite. Em outras palavras, suas indecisões vão continuar fazendo você sofrer. E a maior explicação disso é que no seu inconsciente você sabe que ficar parado no mesmo lugar, sofrendo e remoendo as coisas não vai te levar à lugar nenhum.

Então o próximo arcano, o X de Espadas, vai mostrar esse caminho, significando que, por prior que possa parecer, talvez o melhor a fazer é a dar fim à uma situação, por mais doloroso que seja.tarot swords-9-10

Essa sequência se parece muito com a lição das cartas da Morte e da Torre, mas no caso da Morte, não falamos de medos nem indecisões, só que é melhor fazer uma mudança do que deixar que a mudança venha de surpresa sem que você tenha o controle da situação. A mudança da Morte pode ser positiva e sem sofrimento se for você quem quer que isso aconteça.

Aqui, no caso da sequência do VIII ao X de Espadas, dos arcanos menores, tudo é muito sofrido, essas cartas expressam muito medo e indecisão, mas no fundo é preciso reconhecer o final de um ciclo de vida e confiar que a vida vai abrir outro caminho.

Como diz o ditado… “Melhor um fim horroroso que um horror sem fim!”

Tarô-Coach

O tarô também pode ser um método bem eficaz para combinar seus planos com o momento.

tarot coach.jpgTer um coach virou moda ultimamente. Confesso que acho extremamente útil ter um profissional que te ajuda a listar seus objetivos de vida e carreira, por num papel e dar um prazo para conseguir tudo isso, de acordo com metas e um planejamento realista. Se deixar só pela vida, coisas que queremos conquistar podem até aparecer no nosso caminho, mas não necessariamente do jeito ou no tempo que queremos. Isto significa arregaçar as mangas e correr atrás do que se quer: ação ao invés de reação.

tarot- seven of pentacles.jpg

Essa parte dos planos entendo como livre-arbítrio. Mas não necessariamente seu destino te obedece. Se fosse assim, não existiriam os imprevistos, os fracassos. Uma boa analogia seria você ter um agronegócio, planejar tudinho para colher a soja na época certa. Mas e o tempo? O El-Niño? Uma geada? Você sabia que existem alguns vinhedos famosos na França que se utilizam da astrologia para planejar a colheita de acordo com os astros? Pois é, combinar seus planos com os planos divinos pode parecer uma estratégia ainda mais eficaz.

Você continua seguindo seus planos para conquistar suas metas, continua se consultando com seu coach ou mentor, só que agora vai combinar tudo isso com os períodos certos para não nadar contra a maré. Mais ou menos assim: seu plano é ser modelo de biquíni e ficar bronzeada naturalmente. Você pode conquistar seu objetivo mais rápido na temporada de inverno/chuva ou no verão?

Da mesma forma que você pode alinhar seus objetivos com as previsões astrológicas ou numerológicas, o tarô também pode ser um método bem eficaz para combinar seus planos com o momento. Neste caso, a Mandala Astrológica é um jogo de tarô que vai analisar todas as áreas da sua vida num período determinado de tempo. Se, por exemplo, você quer fazer uma longa viagem, mas o tarô indica que para aquele momento o melhor é trabalhar duro porque muitas oportunidades virão para ganhar dinheiro e para sua carreira decolar, melhor postergar o passeio para aproveitar o momento de colheita.tarot planning

Aí sim, você volta para seu coach e põe o pé no acelerador profissional, para aproveitar as portas abertas daquele período para ganhar dinheiro.  Porque também não adianta o divino mostrar um bom período de ganhos e você não fazer seu dever de casa para conseguir chegar lá.

Isso é o que eu chamo de “parceria com Deus”!

Então: aniversário, volta às aulas, ano novo… vamos lá!

Mãos à obra, estou às ordens!

Paranóia Corporativa

Jogue a primeira pedra aquele que nunca ficou com uma certa paranóia no trabalho quando sua empresa passa por mudanças, a economia está chicoteando os resultados e você depende desse emprego para pagar suas contas.
… aí você vem para uma consulta de tarô…

Jogue a primeira pedra aquele que nunca ficou com uma certa paranóia no trabalho quando sua empresa passa por mudanças, a economia está chicoteando os resultados e você depende desse emprego para pagar suas contas.rods02

Pois é… aí você vem para uma consulta de tarô para saber como lidar com a instabilidade do seu emprego. Por incrível que pareça, muitas vezes você pensa que sua cabeça está em jogo, mas não está. Pode meter os pés pelas mãos por antecipar uma demissão que nem vai acontecer. Analisemos algumas situações de consulentes, que talvez se pareçam com a sua realidade no momento:

Caso 1: Você acha que seu chefe te odeia. Acha que vai perder seu emprego. Trabalha com vendas. Mas o tarô te garante que você e seu chefe vão ser bons amigos e ainda vão ter muito o que comemorar. Por quê? Porque ele não tem nada pessoal contra você. Ele gosta é de dinheiro. E quando você fecha bons negócios, vira o queridinho do escritório. Parece óbvio, mas não é. Especialmente quando você está numa fase em que não está conseguindo fechar nada. O tarô te aconselha: não fica de implicância com o chefe, nem deprimido. Investe seu tempo correndo atrás das vendas porque você VAI CONSEGUIR fechar negócios. E a pessoa fica incrédula, porque está numa fase de desespero. O tarô ainda mostra vocês tomando uma champagne juntos no futuro. Aconteceu sim com um cliente!

rods03

Caso 2: Sua chefia mudou. A empresa é grande e está uma bagunça. Você vai para o trabalho todos os dias e não tem nada para fazer, nenhum projeto. E pensa em enviar seu currículo para outras empresas. Mas sua empresa é uma gigante no mercado e te dá uma certa estabilidade. O tarô te responde: não se irrite com o momento, não se antecipe. Espere e vai levando esse período. Você não vai perder seu emprego, porque seu chefe não sabe o que fazer, ainda está se adaptando a tudo. O dia a dia do trabalho vai ser chato mesmo, com muita instabilidade, mas você fica no emprego. Vai levando…pelo menos até o fim desse período. Esse cliente continua no emprego, sua área ainda confusa. Mas depois de passados uns seis meses, o período mudou, e o tarô avisou que o consulente deve começar a procurar outras oportunidades…DENTRO da própria empresa. Interessante, né?

Caso 3: Seu chefe e a empresa passam por problemas. Você acha que é mesmo sempre assim, que não vai te afetar. Mas o tarô te alerta: essa empresa vai entrar numa grande encrenca e você provavelmente vai perder esse emprego de uma hora para outra. Então economize, se organize e comece a pensar no que quer fazer: mandar seu currículo para outras empresas, abrir seu próprio negócio, se aposentar?

Existem mil outras estórias de consultas em relação à trabalho, mas cada caso é único. O importante é lembrar:07_chariot

1) Não se antecipe.

2) Não pense no pior…o velho ditado “há males que vêm para o bem” pode estar agindo a seu favor.

3) Se uma nuvem de dúvidas estiver atrapalhando seu bom senso, não espere muito: consulte logo o tarô + mentor, pai-de-santo + coach, astrólogo + headhunter ou qualquer outra combinação da terra e do céu que te acalme, te ajude a por os pés no chão e a cabeça no lugar. A partir daí, monte sua própria estratégia para atrair oportunidades. Vai dar certo!

A versatilidade do tarô

A maioria das pessoas vai à taróloga e afins esperando previsões. Já imaginou fazer o contrário? Chegar com uma lista de projetos, explicar o que você quer da vida e pedir para o tarô te ajudar a separar o joio do trigo?

A maioria das pessoas quando vai à uma cartomante, taróloga e afins, se imagina chegando lá na consulta, sentando num banquinho em frente a uma mesa redonda e ouvindo previsões do que vai acontecer na sua vida. Já imaginou fazer o contrário? Chegar com uma lista de projetos, explicar o que você quer da vida e pedir para o tarô te ajudar a separar o joio do trigo?7 ouros

O tarô é um oráculo que serve para te guiar e te aconselhar quando você mesmo não tem a clareza para tomar suas próprias decisões. Ele está a SEU serviço, para você melhorar SUA vida. Então digamos que você quer aconselhamento quanto a trabalho. Vejamos dois exemplos que aconteceram com clientes minhas (e sempre se repetem):

1) Entrevistas de trabalho: a cliente está em transição, quer mudar de vida e está contatando várias empresas.

Isso aconteceu com Clara (outro nome fictício- óbvio), uma executiva da área de tecnologia, que trabalhou por muitos anos numa empresa líder de mercado. Saiu da empresa com um acordo (tipo sopão) e ficou um tempo descansando, curtindo a vida. Mas depois de tantos anos no mercado, e depois de ter aproveitado suas férias prolongadas, começou a sentir falta daquela vida agitada e resolveu colocar o currículo de volta no mercado e procurar um trabalho na mesma linha do que fazia antes. Bem decidida, me disse que estava conversando com três empresas: A, B e C.

Clara cismou que queria porque queria entrar para a empresa A. Era uma área interessante dentro de tecnologia, uma empresa respeitada e que parecia ter futuro. Já tinha feito uma entrevista e o gerente iria entrar em contato com ela. Estava muito irritada com a empresa B, porque tiveram a ousadia de dizer que a próxima entrevista seria em formato de apresentação. Só de pensar em ter que se preparar para uma apresentação dava nos nervos de Clara, pela perda de tempo e o julgamento dos entrevistadores. A empresa C tinha entrado em contato, entrevistado e gostado dela, mas era Clara quem não via muito futuro naquilo. E o que o tarô disse?4-of-cups-fenestra1

A – “o entrevistador está te embromando. Pelo menos nos próximos 6 meses não vai te ligar”. Dito e feito! Ele nunca ligou de volta. Próximo da fila:

B – “Se prepara e faz a apresentação. Você vai acabar recebendo uma oferta com um salário bem atrativo. O pior que pode acontecer é você não querer trabalhar lá, mas só de ter essa oferta na mão, já vai te fazer se sentir mais segura para falar com outras empresas”. Clara fez a apresentação, mais relaxada, sabendo que lhe dariam uma oferta. Passou na entrevista e lhe ofereceram um emprego pagando muito bem.

C – “Vai te oferecer um emprego. Não paga tanto quanto a B, mas você vai ter mais poder dentro da empresa e poderá crescer profissionalmente”. Ofereceram o emprego e foi para lá que Clara decidiu ir, porque queria ter oportunidades de expansão na carreira e não só ganhar bem.

Hoje em dia está ralando que nem uma condenada na C, com possibilidades de fazer muito dinheiro em vendas. Como qualquer pessoa normal, às vezes se arrepende que não foi direto para a B ganhando mais. Mas sabe que agora, de volta ao mercado e com a experiência que está acumulando, tem muito mais chances de retomar o contato com A e efetivamente trabalhar lá um dia.9 of pentacles- fenestra

2) Escolha de projetos: uma produtora tinha três possibilidades de desenvolvimento de filmes. E na mesma linha das entrevistas de trabalho, o tarô a ajudou a ver que projeto seguiria em frente, qual seria cancelado e em qual apostar suas fichas.

Esses casos são somente alguns exemplos. Poderia ser a escolha do bairro para onde se mudar. Para qual concurso estudar. Enfim, no fundo é você quem traz as opções de escolha. É passar de uma visão determinista para uma em que você dita as regras e é dono do seu destino. E mais uma vez mostra a versatilidade do tarô.

Só por curiosidade…

O que acontece quando você tira tarô “só por curiosidade”, mas recebe um aviso importante?

O que acontece quando você pensa que veio tirar tarô “só por curiosidade” e, em vez disso, as cartas te passam uma mensagem muito importante? Isso aconteceu com uma cliente.

Ela estava insatisfeita com seu trabalho e achava que o tarô poderia orientá-la no sentido profissional. Então Marcela* veio perguntar o que fazer, mas não tinha nenhuma questão muito séria. Analisando sua mandala astrológica para os próximos meses, o tarô mostrava que ela tinha que começar a investir em cursos para ter mais opções em sua carreira. Nada demais em termos de trabalho para aquele período.

Apesar disso, apareceu um grande alerta em outra área de sua vida que ela nem imaginava: a saúde de Paulo*, seu companheiro. Na casa 7, do “outro” (parceiros, sócios, namorados, maridos…), a carta NOVE DE ESPADAS junto com a LUA diziam que Paulo passava por grandes preocupações que não compartilhava com ela. Pela observação de outras cartas, o problema era claramente só dele.Nove de Espadas

Então eu lhe disse: “Fica de olho no Paulo, porque ele está passando por algum problema. Isso não tem nada que ver com vocês dois. O relacionamento de vocês está ótimo. É como se ele estivesse em depressão ou com algum problema de saúde e não tá te contando”.

Ela não compreendia o porquê daquela carta, pois a rotina dele era de um atleta. Professor de tênis, além das aulas, ele malhava e jogava bola aos finais de semana. “Mas ele está ótimo, com uma saúde de ferro!”, ela respondeu.

“Bom, estamos vendo previsões para os próximos meses. Pode ser que apareça algum problema. E o tarô não avisa essas coisas para te assustar. O único motivo que algo assim está saindo no seu jogo é porque, de alguma forma, você vai ter que AJUDAR ele.” Ela ficou meio assim, achando aquele jogo louco… até que…

Um mês depois, me ligou e disse: “Rosane, você não vai acreditar! O Paulo me contou que está sentindo falta de ar quando joga tênis.” Ela, que já estava com a pulga atrás da orelha por causa do tarô, prestou a maior atenção no que, normalmente, seria um comentário bobo. E insistiu que ele fosse fazer um check up médico.

Paulo começou a fazer uma série de exames de sangue e de esforço, com acompanhamento de um cardiologista. Todos os resultados foram bons, nada que o alertasse. Até que, numa noite, ele se sentiu muito mal. Marcela insistiu para que ele mudasse de médico.

O novo médico pediu exames mais específicos, de imagem e cateterismo cardíaco. Depois do exame de cateterismo, que exigia internação, o médico apareceu no quarto do hospital e lhe disse: “Daqui você só sai operado! Suas artérias estão entupidas e não sei como você não teve um ataque do coração antes.” Na mesma semana ele operou do coração.Betty Boop Enfermeira E Marcela ali, o tempo todo ao seu lado, cuidando de sua recuperação.

Será que foi mesmo o acaso que a levou para essa consulta? Ou foram seus guias, anjos da guarda, que queriam salvar a vida de seu companheiro?

E salvaram, porque ele ficou ótimo! Os dois continuam juntos, curtindo a vida. Com um detalhe: depois desse susto, ela me confessou que no início daquele ano, no Carnaval, os dois tinham saído fantasiados de enfermeira e doente. E por fim, desabafou: “Essa fantasia, nunca mais!”.

* Os nomes foram trocados para preservar a identidade do casal.

Tarô X Crise

Folia acabando e você voltando para a realidade. Rebordosa total… Mas será que a situação econômica do país é necessariamente a sua?

Folia acabando e você voltando para a realidade. Rebordosa total… Mas será que a situação econômica do país é necessariamente a sua?

Uma cliente, Glória*, muito preocupada em se relocar no mercado de trabalho, procurou o tarô para ver quais eram as tendências para seus próximos seis meses. Inteligente e determinada, ela tinha trabalhado por muitos anos em várias multinacionais. Sua carreira era exemplar. Tinha obtido sucesso até o ponto em que a pressão do trabalho começou a prejudicar sua vida pessoal. Estava tentando engravidar há cinco anos e nada.4_of_pentacles

Decidiu o que muitos consideram um grande risco: sair da empresa onde trabalhava e tirar um ano sabático para focar na própria saúde e qualidade de vida. Talvez assim, finalmente engravidasse. Engravidou, teve um lindo bebê, e ainda ficou uns meses de “licença-maternidade” não paga.

Começou a pensar em como faria a transição de volta à vida de executiva. Consultoria foi o que decidiu fazer, porque poderia trabalhar de casa, pegar alguns projetos e fazer contatos com as empresas, para no final conseguir um bom emprego. E mais um ano se passou. A consultoria só trazia promessas de grandes projetos. Nada no bolso. E ela dizia: “Eu estou investindo”, mas já estava bem estressada com a situação.

Aí o jogo de tarô foi aberto. Uma surpresa! A carreira teria uma mudança rápida para trazer mais dinheiro. A casa astrológica número seis do dia a dia do trabalho (no jogo de Mandala) mostrava que ela trabalharia com algo que conhecia. A casa da diversão mostrando quase nada, como quem está numa fase de muito trabalho. O jogo todo em função de dinheiro, estabilidade e trabalho.

Ela arrumaria um ótimo emprego, numa grande empresa, que pagaria bem. Eu disse, “Manda essa consultoria pras cucuias porque não tá te levando à nada, é só embromação. Gruda no computador, faz contatos pelo LinkedIn ou qualquer outra coisa, que esse emprego sai em pouco tempo. E quando começarem a te entrevistar, o processo é rápido. Mas você tem que sair daqui e ir direto fazendo contatos, o dia inteiro até que isso se concretize”.
ace_of_pentacles6Ela perguntou: “Mas com essa crise, como é que pode? Eu já entrevistei com outras empresas e ninguém tá contratando.” “Pode porque essa janela está aberta pra VOCÊ, e não tem nada a ver com o mercado. Essa é uma fase na SUA vida para você conseguir voltar a trabalhar e ganhar dinheiro”. E em dois meses ela começou a falar com uma multinacional, que levou pouco mais de um mês para contratá-la. Exatamente como o tarô disse, num bom emprego, fazendo o que ela tirava de letra.

E você? Preocupado com o mercado? Tem certeza que essa crise é SUA? Quem sabe esse também é o SEU momento? Quem sabe Deus tem guardado uma boa oportunidade para VOCÊ? Então pára de se comparar com os outros, foca no SEU umbigo, no SEU destino e corre atrás do que quer. Ação como solução. Se estiver no caminho certo e se for a SUA hora, as oportunidades se abrirão, estando a economia boa ou ruim. Porque em toda crise há oportunidades. E o que é SEU está guardado.

* Nome fictício para preservar a identidade da cliente.